Cosméticos mais eficazes a partir de biomateriais

13 novembro 2023

AINIA

A liberação controlada e direcionada de princípios ativos é um campo de pesquisa contínua, que vem sendo estudado há décadas devido ao grande interesse que desperta em indústrias como cosmética, farmacêutica e alimentícia. Dentro do enquadramento de Projeto MAREA II, AINIA está estudando materiais de origem natural, para uso no setor cosmético, que permitam encapsular princípios ativos de forma mais eficaz.

Este projeto, apoiado pelo Instituto Valenciano de Competitividade Empresarial (IVACE) e fundos FEDER, é a continuidade do projeto MAREA, e complementará o trabalho anteriormente desenvolvido sobre materiais de encapsulamento de origem polimérica, com propriedades de biodegradabilidade e biocompatibilidade. Neste projeto serão investigados com maior profundidade os materiais de encapsulamento de origem natural e os processos de encapsulamento mais adequados em função da natureza do princípio ativo, tendo em conta que os processos devem ser facilmente escaláveis ​​a nível industrial.

Sistemas mais eficazes através de engenharia genética e bioimpressão

Com o objetivo de alcançar sistemas de entrega mais eficazes direcionados às células-alvo da pele, peptídeos com capacidade de penetração serão sintetizados através de ferramentas de engenharia genética. Além disso, para avaliar a eficácia dos diferentes compostos ativos encapsulados nos materiais selecionados, estará disponível um modelo que reproduz de forma realista as condições fisiológicas da pele humana. Para isso, serão feitas pesquisas com modelos de células 3D, utilizando tecnologia de bioimpressão, para que sejam obtidos modelos aprimorados em relação aos tradicionais 2D.

Esses modelos 3D permitem melhor troca nutriente/oxigênio, recriação do ambiente tridimensional e interação célula-matriz, obtendo resultados mais confiáveis ​​na avaliação de compostos encapsulados para uso cosmético.

Novas formulações com ingredientes microencapsulados de origem natural

A indústria cosmética está em contínuo processo de inovação para adaptar suas formulações e oferecer novos produtos, cujos ingredientes sejam de origem natural, que atendam aos requisitos regulatórios e legais e que apresentem eficácia aprimorada e testada.

Para que os princípios ativos de interesse nas formulações cosméticas desempenhem sua função, é necessário que cheguem ao seu destino (as células-alvo de interesse) de forma estável, sem terem sofrido degradação e em quantidade suficiente para desempenhar sua função. Uma das soluções baseia-se na geração de sistemas de liberação direcionada, nos quais os princípios ativos são encapsulados com materiais que conferem proteção e permitem a liberação no local desejado.

Você pode estar interessado em continuar lendo ...

Transformar resíduos de abacaxi, laranja e arroz em precursores de materiais de embalagem biodegradáveis...

O centro tecnológico ITENE desenvolveu processos biotecnológicos para valorização de resíduos e subprodutos agroalimentares (laranja, ananás e casca de arroz) para obtenção de ácidos orgânicos, que...

Anna Torres, Design e Marketing Jabones Beltrán

A Jabones Beltrán é uma empresa familiar, fundada em 1921, fabricantes de sabonetes tradicionais para máquinas de lavar e uso cosmético. Detergentes ecológicos e produtos de limpeza com certificação ecológica de alta qualidade...

A Leca Graphics exibirá suas mais recentes inovações com foco na sustentabilidade no Luxe Pack Monaco

A Leca Graphics estará presente na próxima edição do Luxe Pack Monaco, um evento de referência no setor de embalagens europeias de alto valor acrescentado, que se realizará de 27 a 29 de setembro em ...

AIMPLAS e OLIPE estão trabalhando no desenvolvimento de um novo material plástico sustentável para embalagens ...

AIMPLAS, Instituto Tecnológico do Plástico, e OLIPE, Olivarera de los Pedroches, estão realizando o projeto GO-OLIVA. Permitirá encontrar uma aplicação com alto valor agregado ao processo de resíduos ...

UPM Raflatac RAFNXT + - Primeiro Material de Etiqueta Verificado de Carbon Trust do Mundo

UPM Raflatac RAFNXT + é agora o primeiro material de etiqueta do mundo verificado pela Carbon Trust, uma organização internacional que trabalha para reduzir as emissões de carbono. Design otimizado ...

DS Smith testa papel à base de fibra natural para suas soluções de embalagem

A DS Smith está investigando novos materiais para seu processo de fabricação de papel e soluções de embalagem, incluindo palha, margaridas, cânhamo, cascas de cacau ou algas marinhas. A empresa é pr...
Traduzir »